È hoje! 25 de novembro Dia Internacional da Não-Violência contra a Mulher

oi meninas tudo bem? hoje dia 25/11 é comemorado o dia internacional contra a violência a mulher e eu não poderia deixar uma singela reflexão para vocês meninas e meninos!!
"hoje é o dia internacional contra a violência:facepunch: seja ela mulher ou simplesmente uma menina!!! hoje é o dia de nós conscientizar que não bastar só dar a prisão ou simplesmente o direito de responde em liberdade, e a condição de ficar longe da vitima por alguns metros isso não BASTA, a mudança tem que começar já e não é só na lei é no conceito e principalmente na educação de nossas crianças que infelizmente por falta de instruções e que não é ensinado o devido respeito que eles devem ter com o próximo seja mulher ou homem :+1: quando o respeito começar a ser semeado em nossa sociedade isso vai gerar um ato chamado tolerância e outro chamado igualdade essa igualdade que nós mulheres tantos sonhamos! mais isso só vai começar quando nós unidas demos um grande basta nisso tudo e não aceitamos mais ouvir mais nenhum tipo ou aquentar mais as limitações que a sociedade nos empoem e não abaixamos a cabeça para tantas regrinhas machistas, quando nosso medo de denunciar falar mais alto vamos pensar em quantas de nós queria ter tido a oportunidade de discar o 180 pense nisso:kissing_heart: o ponto final dessa luta contra nós mulheres só depende de uma atitude nossa e que agente se lembre que nós somos nossas próprias heroínas"



"No Brasil, a população feminina ultrapassou 103 milhões de mulheres em 2014. Uma em cada cinco, considera já ter sofrido alguma vez “algum tipo de violência de parte de algum homem, conhecido ou desconhecido” 
Mas o que poucos sabem é que a violência doméstica vai muito além da agressão física ou do estupro.  A Lei Maria da Penha classifica os tipos de abuso contra a mulher nas seguintes categorias: violência patrimonial, violência sexual, violência física, violência moral e violência psicológica


1: Humilhar, xingar e diminuir a autoestimaAgressões como humilhação, desvalorização moral ou deboche público em relação a mulher constam como tipos de violência emocional.


2: Tirar a liberdade de crençaUm homem não pode restringir a ação, a decisão ou a crença de uma mulher. Isso também é considerado como uma forma de violência psicológica.
3: Fazer a mulher achar que está ficando loucaHá inclusive um nome para isso: o gaslighting. Uma forma de abuso mental que consiste em distorcer os fatos e omitir situações para deixar a vítima em dúvida sobre a sua memória e sanidade.
4: Controlar e oprimir a mulherAqui o que conta é o comportamento obsessivo do homem sobre a mulher, como querer controlar o que ela faz, não deixá-la sair, isolar sua família e amigos ou procurar mensagens no celular ou e-mail.
5: Expor a vida íntimaFalar sobre a vida do casal para outros é considerado uma forma de violência moral, como por exemplo vazar fotos íntimas nas redes sociais como forma de vingança.
6: Atirar objetos, sacudir e apertar os braçosNem toda violência física é o espancamento. São considerados também como abuso físico a tentativa de arremessar objetos, com a intenção de machucar, sacudir e segurar com força uma mulher.
7: Forçar atos sexuais desconfortáveisNão é só forçar o sexo que consta como violência sexual. Obrigar a mulher a fazer atos sexuais que causam desconforto ou repulsa, como a realização de fetiches, também é violência.
8: Impedir a mulher de prevenir a gravidez ou obrigá-la a abortarO ato de impedir uma mulher de usar métodos contraceptivos, como a pílula do dia seguinte ou o anticoncepcional, é considerado uma prática da violência sexual. Da mesma forma, obrigar uma mulher a abortar também é outra forma de abuso.
9: Controlar o dinheiro ou reter documentosSe o homem tenta controlar, guardar ou tirar o dinheiro de uma mulher contra a sua vontade, assim como guardar documentos pessoais da mulher, isso é considerado uma forma de violência patrimonial.
10: Quebrar objetos da mulherOutra forma de violência ao patrimônio da mulher é causar danos de propósito a objetos dela, ou objetos que ela goste.
Fonte: 
Portal Brasil

Share this:

JOIN CONVERSATION

    Blogger Comment

0 comentários: